Técnica natural que utiliza o aroma de diferentes óleos essenciais extraídos de plantas, flores e raízes para estimular partes do cérebro, a aromaterapia é, de modo geral, a cura através do cheiro. Capaz de desencadear uma série de sentimentos e reações para curar, prevenir ou amenizar uma dor ou doença, ela pode ser aplicada através da massagem e automassagem, ou por meio da inalação dos óleos essenciais. Mas além do uso pessoal, a aromaterapia também pode ser aplicada no lar, contribuindo para criar um ambiente leve, saudável e (é claro) muito cheiroso. 

Como é bom entrar em casa e sentir bem-estar e conforto! Mais do que nunca, é tempo de explorar outros sentidos na casa, sejam eles sensoriais, sejam simbólicos. E os óleos essenciais podem contribuir para ampliar e difundir essa sensação, trazendo à tona boas lembranças, tranquilidade e, até mesmo, nostalgia. Eles podem ajudar a aliviar a ansiedade e o estresse, melhorar a insônia, asma e resfriados, promover o bem-estar, combater a presença de ácaros, fungos e bactérias e, até mesmo, fortalecer as defesas do corpo. Mas, como cada óleo possui um propósito, é essencial saber qual sentimento ou sensação pretende-se despertar naquele ambiente e, então, utilizar o aroma adequado para este fim.

Confira algumas dicas de aromas indicados para cada ambiente:

Sala

É o local de reunião, de distrações e interações. Por isso, deve favorecer o bem-estar e o aconchego. São indicados os óleos de canela (para aquecer o ambiente), de mandarina (para bem-estar e sensação de alegria) e de lavanda (ideal para ambientes compartilhados, pois equilibra o sistema nervoso central e reduz o estresse).