Quem viveu as décadas de 70 e 80, com certeza lembra das cozinhas coloridas das casas dos pais, tios ou avós. Em cores pastéis, como azul ou amarelo bebê, ou mais vibrantes, como vermelho e azul, elas faziam muito sucesso, inclusive combinando o mobiliário com eletrodomésticos (fogões e geladeiras) também coloridos. Uma casa moderna tinha que ter uma cozinha colorida! Com o passar das décadas, a moda mudou e as cozinhas passaram a ser, por um bom tempo, basicamente, brancas. Mas, cíclica como é, a moda das cozinhas coloridas voltou e, hoje, ter um ambiente com cor é o must have da decoração.

Receber amigos, confraternizar com familiares, aproveitar a casa de uma forma mais aconchegante... o ambiente da cozinha foi ressignificado nos últimos tempos e elevado ao status de área social. A cozinha deixou de ser um local apenas para cozinhar, “simples e barato”, e passou a ser um local para criar memórias, para mostrar afeto. E essa mudança trouxe o desejo por dar “vida” ao ambiente, o que é conseguido pelas cores. Assim, o colorido que costumava viver pelos quartos e salas, saiu de lá e resolveu parar direto na cozinha. Se você gosta e pensa em ter uma em sua casa, descubra a seguir como planejá-la com muita cor, mas sem esquecer de deixá-la harmônica e agradável.


Equilíbrio é tudo!